Quarta-feira, 17 de Maio de 2006

Sozinha na escuridão

Na escuridão da noite,

Senti-me sozinha na escuridão,

Não tive medo, mas fralhei.

Falhei ao sentir uma comichão na barriga,

Quando se ouviam gritos que socumbiam a voz

Destorcida  de um ser,

Quando se ouviam vendavais e trovoadas a bater na janela.

Admito que em momentos pensei que iria estar

Á beira de um grande susto,

Mas também admito que consegui dar a volta por cima.

Assustei-me bastante com os gritos que aparentavam vir de uma

Casa sem viva-alma lá dentro, pois parecia estar envloto de um espirito.

Mas posso concluir que fui forte, e que nunca mais quero ficar

"Sozinha na escuridão"!

música: stickwitu

imaginado por electra às 18:21
link do post | comentar | favorito

*mais sobre mim


* ver perfil

* seguir perfil

. 11 seguidores

*pesquisar

 

*Maio 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


*Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

*posts recentes

* repara...

* Livro dos Poetas

* De mim para ti

*favoritos

* chuva

* reencontro

* volúpia

* cheers darlin'

* Se eu fosse...

* melodia

* resistir

* Dispença qualquer imagem,...

* Triângulo...

* colisão

SAPO Blogs

*subscrever feeds